Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AuToCaRaVaNiStA

Portal AuToCaRaVaNiStA http://www.autocaravanista.pt Coordenador jbmendes

AuToCaRaVaNiStA

Portal AuToCaRaVaNiStA http://www.autocaravanista.pt Coordenador jbmendes

ÁREA DE SERVIÇO PARA AUTOCARAVANAS - SANGALHOS - ANADIA

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:

Esta Área de Serviço para Autocaravanas está situado no espaço de aparcamento do edifício da Junta de Freguesia de Sangalhos, tem um equipamento sólido e de fácil manuseamento. O serviço é publico e gratuíto, com todas as funcionalidades em perfeitas condições de utilização. A poucos metros do Museu Aliança Underground Museum pertença do acionista maioritário Joe Berardo que aliou a estrutura das Caves num misto de arte e prazer.


Um grande espaço lúdico que integra também um restaurante para fazer valer todos os sentidos do ser humano num único espaço. O Paortal AuToCaRaVaNiStA Recomenda vivamente a visita a este espaço, que deve ser visitado através de marcação, já que a visita demora cerca de 1H30 com cerca de 1,5 Km de galerias. Voltando à Area de Serviço, de referir que ainda pode visitar o museu do vinho e da vinha, ou mesmo o velódromo Nacional, as termas da Curia e de Vale da Mó, o Luso, o Buçaco, e mesmo o centro da Vila de Anadia sede de concelho. Muitos atrativos nesta região a partir da Area de Serviço que tem as seguintes coordenadas: N 40º29’09’’ W 08º28’30’’. Para saber outras coordenadas das várias Areas de Serviço para Autocaravanas Públicas, instaladas em Portugal aceda à nossa base de dados AQUÍ:

Portal - www.autocaravanista.pt.vu - Grupo - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes

ESTUDO PRÉVIO AREA PARA ACs NA TORREIRA

Ora aquí está um assunto que nos interessa, já que pertence á nossa area de jurisdição. A vêr vamos se o estudo vai converter-se mesmo numa realidade. Em tempos não muito distantes, os Autocaravanistas compareciam em massa na zona franca de comercio da Torreira, tanto ao lado do mar como da ria, e os comerciantes agradeciam. Durante o inverno a zona é pouco frequentada, e os autocaravanistas são quase os únicos sobreviventes das intempéries do litoral norte.Depois de proibirem o estacionamento a Autocaravanas o local tem estado um deserto. Com o regresso (a acontecer)ganham as churrasqueiras, os restaurantes, os chineses, os mercados tradicionais, a padaria, o talho, a peixaria, as leguminosas, e o proprio turismo. De tudo um pouco, estes habitantes ocasionais (de turismo itinerante) vão fazendo sorrir toda esta gente que vive do seu pequeno comercio nesta bonita terra entre o mar e a ria. É tempo das Autarquias vêrem com bons olhos o Autocaravanismo, e criar este tipo de infraestruturas, a contento de todos, para que toda a gente fique a ganhar e com pouco investimento para a Autarquia. ALÔ ALÔ FURADOURO, É TEMPO DE PENSAREM TAMBÉM NUM PROJECTO DESTES JÁ QUE TÊM AÍ ÓTIMAS CONDIÇÕES PARA SERVIR O TURISMO ITINERANTE, E TAMBÉM O AMBIENTE.

ESTUDO PRÉVIO AREA PARA ACs NA TORREIRA

Ora aquí está um assunto que nos interessa, já que pertence á nossa area de jurisdição. A vêr vamos se o estudo vai converter-se mesmo numa realidade. Em tempos não muito distantes, os Autocaravanistas compareciam em massa na zona franca de comercio da Torreira, tanto ao lado do mar como da ria, e os comerciantes agradeciam. Durante o inverno a zona é pouco frequentada, e os autocaravanistas são quase os únicos sobreviventes das intempéries do litoral norte.Depois de proibirem o estacionamento a Autocaravanas o local tem estado um deserto. Com o regresso (a acontecer)ganham as churrasqueiras, os restaurantes, os chineses, os mercados tradicionais, a padaria, o talho, a peixaria, as leguminosas, e o proprio turismo. De tudo um pouco, estes habitantes ocasionais (de turismo itinerante) vão fazendo sorrir toda esta gente que vive do seu pequeno comercio nesta bonita terra entre o mar e a ria. É tempo das Autarquias vêrem com bons olhos o Autocaravanismo, e criar este tipo de infraestruturas, a contento de todos, para que toda a gente fique a ganhar e com pouco investimento para a Autarquia. ALÔ ALÔ FURADOURO, É TEMPO DE PENSAREM TAMBÉM NUM PROJECTO DESTES JÁ QUE TÊM AÍ ÓTIMAS CONDIÇÕES PARA SERVIR O TURISMO ITINERANTE, E TAMBÉM O AMBIENTE.

ESTUDO PRÉVIO AREA PARA ACs NA TORREIRA

Ora aquí está um assunto que nos interessa, já que pertence á nossa area de jurisdição. A vêr vamos se o estudo vai converter-se mesmo numa realidade. Em tempos não muito distantes, os Autocaravanistas compareciam em massa na zona franca de comercio da Torreira, tanto ao lado do mar como da ria, e os comerciantes agradeciam. Durante o inverno a zona é pouco frequentada, e os autocaravanistas são quase os únicos sobreviventes das intempéries do litoral norte.Depois de proibirem o estacionamento a Autocaravanas o local tem estado um deserto. Com o regresso (a acontecer)ganham as churrasqueiras, os restaurantes, os chineses, os mercados tradicionais, a padaria, o talho, a peixaria, as leguminosas, e o proprio turismo. De tudo um pouco, estes habitantes ocasionais (de turismo itinerante) vão fazendo sorrir toda esta gente que vive do seu pequeno comercio nesta bonita terra entre o mar e a ria. É tempo das Autarquias vêrem com bons olhos o Autocaravanismo, e criar este tipo de infraestruturas, a contento de todos, para que toda a gente fique a ganhar e com pouco investimento para a Autarquia. ALÔ ALÔ FURADOURO, É TEMPO DE PENSAREM TAMBÉM NUM PROJECTO DESTES JÁ QUE TÊM AÍ ÓTIMAS CONDIÇÕES PARA SERVIR O TURISMO ITINERANTE, E TAMBÉM O AMBIENTE.

ESTUDO PRÉVIO AREA PARA ACs NA TORREIRA


Ora aquí está um assunto que nos interessa, já que pertence á nossa area de jurisdição. A vêr vamos se o estudo vai converter-se mesmo numa realidade. Em tempos não muito distantes, os Autocaravanistas compareciam em massa na zona franca de comercio da Torreira, tanto ao lado do mar como da ria, e os comerciantes agradeciam. Durante o inverno a zona é pouco frequentada, e os autocaravanistas são quase os únicos sobreviventes das intempéries do litoral norte.Depois de proibirem o estacionamento a Autocaravanas o local tem estado um deserto. Com o regresso (a acontecer)
ganham as churrasqueiras, os restaurantes, os chineses, os mercados tradicionais, a padaria, o talho, a peixaria, as leguminosas, e o proprio turismo. De tudo um pouco, estes habitantes ocasionais (de turismo itinerante) vão fazendo sorrir toda esta gente que vive do seu pequeno comercio nesta bonita terra entre o mar e a ria. É tempo das Autarquias vêrem com bons olhos o Autocaravanismo, e criar este tipo de infraestruturas, a contento de todos, para que toda a gente fique a ganhar e com pouco investimento para a Autarquia. ALÔ ALÔ FURADOURO, É TEMPO DE PENSAREM TAMBÉM NUM PROJECTO DESTES JÁ QUE TÊM AÍ ÓTIMAS CONDIÇÕES PARA SERVIR O TURISMO ITINERANTE, E TAMBÉM O AMBIENTE.

ESTUDO PRÉVIO AREA PARA ACs NA TORREIRA


Ora aquí está um assunto que nos interessa, já que pertence á nossa area de jurisdição. A vêr vamos se o estudo vai converter-se mesmo numa realidade. Em tempos não muito distantes, os Autocaravanistas compareciam em massa na zona franca de comercio da Torreira, tanto ao lado do mar como da ria, e os comerciantes agradeciam. Durante o inverno a zona é pouco frequentada, e os autocaravanistas são quase os únicos sobreviventes das intempéries do litoral norte.Depois de proibirem o estacionamento a Autocaravanas o local tem estado um deserto. Com o regresso (a acontecer)
ganham as churrasqueiras, os restaurantes, os chineses, os mercados tradicionais, a padaria, o talho, a peixaria, as leguminosas, e o proprio turismo. De tudo um pouco, estes habitantes ocasionais (de turismo itinerante) vão fazendo sorrir toda esta gente que vive do seu pequeno comercio nesta bonita terra entre o mar e a ria. É tempo das Autarquias vêrem com bons olhos o Autocaravanismo, e criar este tipo de infraestruturas, a contento de todos, para que toda a gente fique a ganhar e com pouco investimento para a Autarquia. ALÔ ALÔ FURADOURO, É TEMPO DE PENSAREM TAMBÉM NUM PROJECTO DESTES JÁ QUE TÊM AÍ ÓTIMAS CONDIÇÕES PARA SERVIR O TURISMO ITINERANTE, E TAMBÉM O AMBIENTE.

ESTUDO PRÉVIO AREA PARA ACs NA TORREIRA


Ora aquí está um assunto que nos interessa, já que pertence á nossa area de jurisdição. A vêr vamos se o estudo vai converter-se mesmo numa realidade. Em tempos não muito distantes, os Autocaravanistas compareciam em massa na zona franca de comercio da Torreira, tanto ao lado do mar como da ria, e os comerciantes agradeciam. Durante o inverno a zona é pouco frequentada, e os autocaravanistas são quase os únicos sobreviventes das intempéries do litoral norte.Depois de proibirem o estacionamento a Autocaravanas o local tem estado um deserto. Com o regresso (a acontecer)
ganham as churrasqueiras, os restaurantes, os chineses, os mercados tradicionais, a padaria, o talho, a peixaria, as leguminosas, e o proprio turismo. De tudo um pouco, estes habitantes ocasionais (de turismo itinerante) vão fazendo sorrir toda esta gente que vive do seu pequeno comercio nesta bonita terra entre o mar e a ria. É tempo das Autarquias vêrem com bons olhos o Autocaravanismo, e criar este tipo de infraestruturas, a contento de todos, para que toda a gente fique a ganhar e com pouco investimento para a Autarquia. ALÔ ALÔ FURADOURO, É TEMPO DE PENSAREM TAMBÉM NUM PROJECTO DESTES JÁ QUE TÊM AÍ ÓTIMAS CONDIÇÕES PARA SERVIR O TURISMO ITINERANTE, E TAMBÉM O AMBIENTE.

ESTUDO PRÉVIO AREA PARA ACs NA TORREIRA


Ora aquí está um assunto que nos interessa, já que pertence á nossa area de jurisdição. A vêr vamos se o estudo vai converter-se mesmo numa realidade. Em tempos não muito distantes, os Autocaravanistas compareciam em massa na zona franca de comercio da Torreira, tanto ao lado do mar como da ria, e os comerciantes agradeciam. Durante o inverno a zona é pouco frequentada, e os autocaravanistas são quase os únicos sobreviventes das intempéries do litoral norte.Depois de proibirem o estacionamento a Autocaravanas o local tem estado um deserto. Com o regresso (a acontecer)
ganham as churrasqueiras, os restaurantes, os chineses, os mercados tradicionais, a padaria, o talho, a peixaria, as leguminosas, e o proprio turismo. De tudo um pouco, estes habitantes ocasionais (de turismo itinerante) vão fazendo sorrir toda esta gente que vive do seu pequeno comercio nesta bonita terra entre o mar e a ria. É tempo das Autarquias vêrem com bons olhos o Autocaravanismo, e criar este tipo de infraestruturas, a contento de todos, para que toda a gente fique a ganhar e com pouco investimento para a Autarquia. ALÔ ALÔ FURADOURO, É TEMPO DE PENSAREM TAMBÉM NUM PROJECTO DESTES JÁ QUE TÊM AÍ ÓTIMAS CONDIÇÕES PARA SERVIR O TURISMO ITINERANTE, E TAMBÉM O AMBIENTE.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2014
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2013
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2012
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2011
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2010
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2009
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2008
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2007
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2006
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D