Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AuToCaRaVaNiStA

Portal AuToCaRaVaNiStA http://www.autocaravanista.pt Coordenador jbmendes

AuToCaRaVaNiStA

Portal AuToCaRaVaNiStA http://www.autocaravanista.pt Coordenador jbmendes

COVÕES - CANTANHEDE - COIMBRA


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
Covões foi palco de mais uma festa gastronómica dedicada ao tradicional Leitão desta região. O assador era de Covões, e teve a nossa aprovação. Degustamos uma boa dose de feijoada de leitão, e outra de leitão com batata cozida e laranja, o vinho para regar o repasto também ele lá da terra,"Adega Cooperativa de Cantanhede" um maduro Reserva de 97 premium. Por estas paragens diz.se que o tradicional leitão da bairrada nasceu na Freguesia de Covões Concelho de Cantanhede Distrito de Coimbra. Digamos que a gastronomia de Covões é muito boa, melhor ainda acompanhada pelo bom vinho da Região.


HISTÓRIA:

Freguesia de Covões
Freguesia bastante antiga, Covões, segundo alguns autores, deve o seu nome ao facto de se situar numa região de vales pouco profundos que, vistos do horizonte, dão a sensação de pequenas covas (covonnes). São inúmeras as referências a esta freguesia na documentação medieval. Num documento de 14 Dezembro de 1271, era já citado o lugar Môtargado (ou Môtarcado), hoje Monte Arcado, que será a povoação mais antiga da actual freguesia. Seadouro, Espinheira e Covões são também referenciados em documentos do século XIV. Do numeramento populacional de 1527, os povoados de Môtarcado, Covôes e Malhada reuniam já 299 vizinhos. Em relação ao património da freguesia, merece destaque a Igreja matriz, de construção anterior a 1558, com uma torre Sineira inaugurada em 1727.

Esta Igreja possui alguns elementos de grande interesse arquitectónico, com especial realce para a imagem de Santo António, escultura em pedra de Ançã, feita em 1558 por João de Ruão, que custou 2000 réis à Sé de Coimbra, bem como as imagens de S. Brás, S. Sebastião e S. João, todas do século XIV, e ainda alguns retábulos oitocentistas. De salientar também os cruzeiros de Covões e Monte Arcado: o primeiro construído no século XVI e o segundo (antigo pelourinho ?...por se situar no largo contíguo ao "Curral do Concelho"), datado de 1698, tendo sido destruído e posteriormente construído e remodelado em 1940, 1955, 1980 e 1996.
Merece ainda destaque o "Monumento ao Músico", homenagem do povo aos músicos e a todos aqueles que, de alguma forma, estiveram, estão e irão estar ligados à Sociedade Filarmónica local, colectividade fundada em 13 de Junho de 1868.
Fonte: j.f. covões - http://www.cm-cantanhede.pt/ 

Portal AuToCaRaVaNiStA
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes

COVÕES - CANTANHEDE


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
Covões foi palco de mais uma festa gastronómica dedicada ao tradicional Leitão desta região. O assador era de Covões, e teve a nossa aprovação. Degustamos uma boa dose de feijoada de leitão, e outra de leitão com batata cozida e laranja, o vinho para regar o repasto também ele lá da terra,"Adega Cooperativa de Cantanhede" um maduro Reserva de 97 premium. Por estas paragens diz.se que o tradicional leitão da bairrada nasceu na Freguesia de Covões Concelho de Cantanhede Distrito de Coimbra. Digamos que a gastronomia de Covões é muito boa, melhor ainda acompanhada pelo bom vinho da Região.

HISTÓRIA:

Freguesia de Covões
Freguesia bastante antiga, Covões, segundo alguns autores, deve o seu nome ao facto de se situar numa região de vales pouco profundos que, vistos do horizonte, dão a sensação de pequenas covas (covonnes). São inúmeras as referências a esta freguesia na documentação medieval. Num documento de 14 Dezembro de 1271, era já citado o lugar Môtargado (ou Môtarcado), hoje Monte Arcado, que será a povoação mais antiga da actual freguesia. Seadouro, Espinheira e Covões são também referenciados em documentos do século XIV. Do numeramento populacional de 1527, os povoados de Môtarcado, Covôes e Malhada reuniam já 299 vizinhos. Em relação ao património da freguesia, merece destaque a Igreja matriz, de construção anterior a 1558, com uma torre sineira inaugurada em 1727. Esta Igreja possui alguns elementos de grande interesse arquitectónico, com especial realce para a imagem de Santo António, escultura em pedra de Ançã, feita em 1558 por João de Ruão, que custou 2000 réis à Sé de Coimbra, bem como as imagens de S. Brás, S. Sebastião e S. João, todas do século XIV, e ainda alguns retábulos oitocentistas. De salientar também os cruzeiros de Covões e Monte Arcado: o primeiro construído no século XVI e o segundo (antigo pelourinho ?...por se situar no largo contíguo ao "Curral do Concelho"), datado de 1698, tendo sido destruído e posteriormente reconstruído e remodelado em 1940, 1955, 1980 e 1996. Merece ainda destaque o "Monumento ao Músico", homenagem do povo aos músicos e a todos aqueles que, de alguma forma, estiveram, estão e irão estar ligados à Sociedade Filarmónica local, colectividade fundada em 13 de Junho de 1868.

Fonte: j.f. covões - http://www.cm-cantanhede.pt/ 

Portal AuToCaRaVaNiStA

http://www.autocaravanista.pt.vu/ - http://www.grupoautocaravanista.webs.com/


COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA
by jbmendes

COVÕES - CANTANHEDE


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
Covões foi palco de mais uma festa gastronómica dedicada ao tradicional Leitão desta região. O assador era de Covões, e teve a nossa aprovação. Degustamos uma boa dose de feijoada de leitão, e outra de leitão com batata cozida e laranja, o vinho para regar o repasto também ele lá da terra,"Adega Cooperativa de Cantanhede" um maduro Reserva de 97 premium. Por estas paragens diz.se que o tradicional leitão da bairrada nasceu na Freguesia de Covões Concelho de Cantanhede Distrito de Coimbra. Digamos que a gastronomia de Covões é muito boa, melhor ainda acompanhada pelo bom vinho da Região.

HISTÓRIA:

Freguesia de Covões
Freguesia bastante antiga, Covões, segundo alguns autores, deve o seu nome ao facto de se situar numa região de vales pouco profundos que, vistos do horizonte, dão a sensação de pequenas covas (covonnes). São inúmeras as referências a esta freguesia na documentação medieval. Num documento de 14 Dezembro de 1271, era já citado o lugar Môtargado (ou Môtarcado), hoje Monte Arcado, que será a povoação mais antiga da actual freguesia. Seadouro, Espinheira e Covões são também referenciados em documentos do século XIV. Do numeramento populacional de 1527, os povoados de Môtarcado, Covôes e Malhada reuniam já 299 vizinhos. Em relação ao património da freguesia, merece destaque a Igreja matriz, de construção anterior a 1558, com uma torre sineira inaugurada em 1727. Esta Igreja possui alguns elementos de grande interesse arquitectónico, com especial realce para a imagem de Santo António, escultura em pedra de Ançã, feita em 1558 por João de Ruão, que custou 2000 réis à Sé de Coimbra, bem como as imagens de S. Brás, S. Sebastião e S. João, todas do século XIV, e ainda alguns retábulos oitocentistas. De salientar também os cruzeiros de Covões e Monte Arcado: o primeiro construído no século XVI e o segundo (antigo pelourinho ?...por se situar no largo contíguo ao "Curral do Concelho"), datado de 1698, tendo sido destruído e posteriormente reconstruído e remodelado em 1940, 1955, 1980 e 1996. Merece ainda destaque o "Monumento ao Músico", homenagem do povo aos músicos e a todos aqueles que, de alguma forma, estiveram, estão e irão estar ligados à Sociedade Filarmónica local, colectividade fundada em 13 de Junho de 1868.

Fonte: j.f. covões - http://www.cm-cantanhede.pt/ 

Portal AuToCaRaVaNiStA

http://www.autocaravanista.pt.vu/ - http://www.grupoautocaravanista.webs.com/


COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA
by jbmendes

COVÕES - CANTANHEDE


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
Covões foi palco de mais uma festa gastronómica dedicada ao tradicional Leitão desta região. O assador era de Covões, e teve a nossa aprovação. Degustamos uma boa dose de feijoada de leitão, e outra de leitão com batata cozida e laranja, o vinho para regar o repasto também ele lá da terra,"Adega Cooperativa de Cantanhede" um maduro Reserva de 97 premium. Por estas paragens diz.se que o tradicional leitão da bairrada nasceu na Freguesia de Covões Concelho de Cantanhede Distrito de Coimbra. Digamos que a gastronomia de Covões é muito boa, melhor ainda acompanhada pelo bom vinho da Região.

HISTÓRIA:

Freguesia de Covões
Freguesia bastante antiga, Covões, segundo alguns autores, deve o seu nome ao facto de se situar numa região de vales pouco profundos que, vistos do horizonte, dão a sensação de pequenas covas (covonnes). São inúmeras as referências a esta freguesia na documentação medieval. Num documento de 14 Dezembro de 1271, era já citado o lugar Môtargado (ou Môtarcado), hoje Monte Arcado, que será a povoação mais antiga da actual freguesia. Seadouro, Espinheira e Covões são também referenciados em documentos do século XIV. Do numeramento populacional de 1527, os povoados de Môtarcado, Covôes e Malhada reuniam já 299 vizinhos. Em relação ao património da freguesia, merece destaque a Igreja matriz, de construção anterior a 1558, com uma torre sineira inaugurada em 1727. Esta Igreja possui alguns elementos de grande interesse arquitectónico, com especial realce para a imagem de Santo António, escultura em pedra de Ançã, feita em 1558 por João de Ruão, que custou 2000 réis à Sé de Coimbra, bem como as imagens de S. Brás, S. Sebastião e S. João, todas do século XIV, e ainda alguns retábulos oitocentistas. De salientar também os cruzeiros de Covões e Monte Arcado: o primeiro construído no século XVI e o segundo (antigo pelourinho ?...por se situar no largo contíguo ao "Curral do Concelho"), datado de 1698, tendo sido destruído e posteriormente reconstruído e remodelado em 1940, 1955, 1980 e 1996. Merece ainda destaque o "Monumento ao Músico", homenagem do povo aos músicos e a todos aqueles que, de alguma forma, estiveram, estão e irão estar ligados à Sociedade Filarmónica local, colectividade fundada em 13 de Junho de 1868.

Fonte: j.f. covões - http://www.cm-cantanhede.pt/ 

Portal AuToCaRaVaNiStA

http://www.autocaravanista.pt.vu/ - http://www.grupoautocaravanista.webs.com/


COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA
by jbmendes

COVÕES - CANTANHEDE



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Covões foi palco de mais uma festa gastronómica dedicada ao tradicional Leitão desta região. O assador era de Covões, e teve a nossa aprovação. Degustamos uma boa dose de feijoada de leitão, e outra de leitão com batata cozida e laranja, o vinho para regar o repasto também ele lá da terra,"Adega Cooperativa de Cantanhede" um maduro Reserva de 97 premium.


Freguesia de Covões


Freguesia bastante antiga, Covões, segundo alguns autores, deve o seu nome ao facto de se situar numa região de vales pouco profundos que, vistos do horizonte, dão a sensação de pequenas covas (covonnes).
São inúmeras as referências a esta freguesia na documentação medieval. Num documento de 14 Dezembro de 1271, era já citado o lugar Môtargado (ou Môtarcado), hoje Monte Arcado, que será a povoação mais antiga da actual freguesia. Seadouro, Espinheira e Covões são também referenciados em documentos do século XIV. Do numeramento populacional de 1527, os povoados de Môtarcado, Covôes e Malhada reuniam já 299 vizinhos.
Em relação ao património da freguesia, merece destaque a Igreja matriz, de construção anterior a 1558, com uma torre sineira inaugurada em 1727. Esta Igreja possui alguns elementos de grande interesse arquitectónico, com especial realce para a imagem de Santo António, escultura em pedra de Ançã, feita em 1558 por João de Ruão, que custou 2000 réis à Sé de Coimbra, bem como as imagens de S. Brás, S. Sebastião e S. João, todas do século XIV, e ainda alguns retábulos oitocentistas.
De salientar também os cruzeiros de Covões e Monte Arcado: o primeiro construído no século XVI e o segundo (antigo pelourinho ?...por se situar no largo contíguo ao "Curral do Concelho"), datado de 1698, tendo sido destruído e posteriormente reconstruído e remodelado em 1940, 1955, 1980 e 1996.
Merece ainda destaque o "Monumento ao Músico", homenagem do povo aos músicos e a todos aqueles que, de alguma forma, estiveram, estão e irão estar ligados à Sociedade Filarmónica local, colectividade fundada em 13 de Junho de 1868.




COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA


by jbmendes

COVÕES - CANTANHEDE



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Covões foi palco de mais uma festa gastronómica dedicada ao tradicional Leitão desta região. O assador era de Covões, e teve a nossa aprovação. Degustamos uma boa dose de feijoada de leitão, e outra de leitão com batata cozida e laranja, o vinho para regar o repasto também ele lá da terra,"Adega Cooperativa de Cantanhede" um maduro Reserva de 97 premium.


Freguesia de Covões


Freguesia bastante antiga, Covões, segundo alguns autores, deve o seu nome ao facto de se situar numa região de vales pouco profundos que, vistos do horizonte, dão a sensação de pequenas covas (covonnes).
São inúmeras as referências a esta freguesia na documentação medieval. Num documento de 14 Dezembro de 1271, era já citado o lugar Môtargado (ou Môtarcado), hoje Monte Arcado, que será a povoação mais antiga da actual freguesia. Seadouro, Espinheira e Covões são também referenciados em documentos do século XIV. Do numeramento populacional de 1527, os povoados de Môtarcado, Covôes e Malhada reuniam já 299 vizinhos.
Em relação ao património da freguesia, merece destaque a Igreja matriz, de construção anterior a 1558, com uma torre sineira inaugurada em 1727. Esta Igreja possui alguns elementos de grande interesse arquitectónico, com especial realce para a imagem de Santo António, escultura em pedra de Ançã, feita em 1558 por João de Ruão, que custou 2000 réis à Sé de Coimbra, bem como as imagens de S. Brás, S. Sebastião e S. João, todas do século XIV, e ainda alguns retábulos oitocentistas.
De salientar também os cruzeiros de Covões e Monte Arcado: o primeiro construído no século XVI e o segundo (antigo pelourinho ?...por se situar no largo contíguo ao "Curral do Concelho"), datado de 1698, tendo sido destruído e posteriormente reconstruído e remodelado em 1940, 1955, 1980 e 1996.
Merece ainda destaque o "Monumento ao Músico", homenagem do povo aos músicos e a todos aqueles que, de alguma forma, estiveram, estão e irão estar ligados à Sociedade Filarmónica local, colectividade fundada em 13 de Junho de 1868.




COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA


by jbmendes

COVÕES - CANTANHEDE



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Covões foi palco de mais uma festa gastronómica dedicada ao tradicional Leitão desta região. O assador era de Covões, e teve a nossa aprovação. Degustamos uma boa dose de feijoada de leitão, e outra de leitão com batata cozida e laranja, o vinho para regar o repasto também ele lá da terra,"Adega Cooperativa de Cantanhede" um maduro Reserva de 97 premium.


Freguesia de Covões


Freguesia bastante antiga, Covões, segundo alguns autores, deve o seu nome ao facto de se situar numa região de vales pouco profundos que, vistos do horizonte, dão a sensação de pequenas covas (covonnes).
São inúmeras as referências a esta freguesia na documentação medieval. Num documento de 14 Dezembro de 1271, era já citado o lugar Môtargado (ou Môtarcado), hoje Monte Arcado, que será a povoação mais antiga da actual freguesia. Seadouro, Espinheira e Covões são também referenciados em documentos do século XIV. Do numeramento populacional de 1527, os povoados de Môtarcado, Covôes e Malhada reuniam já 299 vizinhos.
Em relação ao património da freguesia, merece destaque a Igreja matriz, de construção anterior a 1558, com uma torre sineira inaugurada em 1727. Esta Igreja possui alguns elementos de grande interesse arquitectónico, com especial realce para a imagem de Santo António, escultura em pedra de Ançã, feita em 1558 por João de Ruão, que custou 2000 réis à Sé de Coimbra, bem como as imagens de S. Brás, S. Sebastião e S. João, todas do século XIV, e ainda alguns retábulos oitocentistas.
De salientar também os cruzeiros de Covões e Monte Arcado: o primeiro construído no século XVI e o segundo (antigo pelourinho ?...por se situar no largo contíguo ao "Curral do Concelho"), datado de 1698, tendo sido destruído e posteriormente reconstruído e remodelado em 1940, 1955, 1980 e 1996.
Merece ainda destaque o "Monumento ao Músico", homenagem do povo aos músicos e a todos aqueles que, de alguma forma, estiveram, estão e irão estar ligados à Sociedade Filarmónica local, colectividade fundada em 13 de Junho de 1868.




COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA


by jbmendes

COVÕES - CANTANHEDE



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Covões foi palco de mais uma festa gastronómica dedicada ao tradicional Leitão desta região. O assador era de Covões, e teve a nossa aprovação. Degustamos uma boa dose de feijoada de leitão, e outra de leitão com batata cozida e laranja, o vinho para regar o repasto também ele lá da terra,"Adega Cooperativa de Cantanhede" um maduro Reserva de 97 premium.


Freguesia de Covões


Freguesia bastante antiga, Covões, segundo alguns autores, deve o seu nome ao facto de se situar numa região de vales pouco profundos que, vistos do horizonte, dão a sensação de pequenas covas (covonnes).
São inúmeras as referências a esta freguesia na documentação medieval. Num documento de 14 Dezembro de 1271, era já citado o lugar Môtargado (ou Môtarcado), hoje Monte Arcado, que será a povoação mais antiga da actual freguesia. Seadouro, Espinheira e Covões são também referenciados em documentos do século XIV. Do numeramento populacional de 1527, os povoados de Môtarcado, Covôes e Malhada reuniam já 299 vizinhos.
Em relação ao património da freguesia, merece destaque a Igreja matriz, de construção anterior a 1558, com uma torre sineira inaugurada em 1727. Esta Igreja possui alguns elementos de grande interesse arquitectónico, com especial realce para a imagem de Santo António, escultura em pedra de Ançã, feita em 1558 por João de Ruão, que custou 2000 réis à Sé de Coimbra, bem como as imagens de S. Brás, S. Sebastião e S. João, todas do século XIV, e ainda alguns retábulos oitocentistas.
De salientar também os cruzeiros de Covões e Monte Arcado: o primeiro construído no século XVI e o segundo (antigo pelourinho ?...por se situar no largo contíguo ao "Curral do Concelho"), datado de 1698, tendo sido destruído e posteriormente reconstruído e remodelado em 1940, 1955, 1980 e 1996.
Merece ainda destaque o "Monumento ao Músico", homenagem do povo aos músicos e a todos aqueles que, de alguma forma, estiveram, estão e irão estar ligados à Sociedade Filarmónica local, colectividade fundada em 13 de Junho de 1868.




COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA


by jbmendes

COVÕES - CANTANHEDE



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Covões foi palco de mais uma festa gastronómica dedicada ao tradicional Leitão desta região. O assador era de Covões, e teve a nossa aprovação. Degustamos uma boa dose de feijoada de leitão, e outra de leitão com batata cozida e laranja, o vinho para regar o repasto também ele lá da terra,"Adega Cooperativa de Cantanhede" um maduro Reserva de 97 premium.


Freguesia de Covões


Freguesia bastante antiga, Covões, segundo alguns autores, deve o seu nome ao facto de se situar numa região de vales pouco profundos que, vistos do horizonte, dão a sensação de pequenas covas (covonnes).
São inúmeras as referências a esta freguesia na documentação medieval. Num documento de 14 Dezembro de 1271, era já citado o lugar Môtargado (ou Môtarcado), hoje Monte Arcado, que será a povoação mais antiga da actual freguesia. Seadouro, Espinheira e Covões são também referenciados em documentos do século XIV. Do numeramento populacional de 1527, os povoados de Môtarcado, Covôes e Malhada reuniam já 299 vizinhos.
Em relação ao património da freguesia, merece destaque a Igreja matriz, de construção anterior a 1558, com uma torre sineira inaugurada em 1727. Esta Igreja possui alguns elementos de grande interesse arquitectónico, com especial realce para a imagem de Santo António, escultura em pedra de Ançã, feita em 1558 por João de Ruão, que custou 2000 réis à Sé de Coimbra, bem como as imagens de S. Brás, S. Sebastião e S. João, todas do século XIV, e ainda alguns retábulos oitocentistas.
De salientar também os cruzeiros de Covões e Monte Arcado: o primeiro construído no século XVI e o segundo (antigo pelourinho ?...por se situar no largo contíguo ao "Curral do Concelho"), datado de 1698, tendo sido destruído e posteriormente reconstruído e remodelado em 1940, 1955, 1980 e 1996.
Merece ainda destaque o "Monumento ao Músico", homenagem do povo aos músicos e a todos aqueles que, de alguma forma, estiveram, estão e irão estar ligados à Sociedade Filarmónica local, colectividade fundada em 13 de Junho de 1868.




COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA


by jbmendes

COVÕES - CANTANHEDE



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Covões foi palco de mais uma festa gastronómica dedicada ao tradicional Leitão desta região. O assador era de Covões, e teve a nossa aprovação. Degustamos uma boa dose de feijoada de leitão, e outra de leitão com batata cozida e laranja, o vinho para regar o repasto também ele lá da terra,"Adega Cooperativa de Cantanhede" um maduro Reserva de 97 premium.


Freguesia de Covões


Freguesia bastante antiga, Covões, segundo alguns autores, deve o seu nome ao facto de se situar numa região de vales pouco profundos que, vistos do horizonte, dão a sensação de pequenas covas (covonnes).
São inúmeras as referências a esta freguesia na documentação medieval. Num documento de 14 Dezembro de 1271, era já citado o lugar Môtargado (ou Môtarcado), hoje Monte Arcado, que será a povoação mais antiga da actual freguesia. Seadouro, Espinheira e Covões são também referenciados em documentos do século XIV. Do numeramento populacional de 1527, os povoados de Môtarcado, Covôes e Malhada reuniam já 299 vizinhos.
Em relação ao património da freguesia, merece destaque a Igreja matriz, de construção anterior a 1558, com uma torre sineira inaugurada em 1727. Esta Igreja possui alguns elementos de grande interesse arquitectónico, com especial realce para a imagem de Santo António, escultura em pedra de Ançã, feita em 1558 por João de Ruão, que custou 2000 réis à Sé de Coimbra, bem como as imagens de S. Brás, S. Sebastião e S. João, todas do século XIV, e ainda alguns retábulos oitocentistas.
De salientar também os cruzeiros de Covões e Monte Arcado: o primeiro construído no século XVI e o segundo (antigo pelourinho ?...por se situar no largo contíguo ao "Curral do Concelho"), datado de 1698, tendo sido destruído e posteriormente reconstruído e remodelado em 1940, 1955, 1980 e 1996.
Merece ainda destaque o "Monumento ao Músico", homenagem do povo aos músicos e a todos aqueles que, de alguma forma, estiveram, estão e irão estar ligados à Sociedade Filarmónica local, colectividade fundada em 13 de Junho de 1868.




COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA


by jbmendes

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2014
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2013
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2012
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2011
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2010
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2009
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2008
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2007
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2006
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D