Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AuToCaRaVaNiStA

Portal AuToCaRaVaNiStA http://www.autocaravanista.pt Coordenador jbmendes

AuToCaRaVaNiStA

Portal AuToCaRaVaNiStA http://www.autocaravanista.pt Coordenador jbmendes

LE DORAT - LIMOUSIN - FRANÇA

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Le Dorat é mais uma Vila que surgiu no caminho e tal como dissemos já noutro comentário sobre Montricoux, fica aquí apenas registado como imagem daquilo que se encontra a qualquer momento de uma qualquer viagem por terras de França. Le Dorat apresenta-se como uma Vila tranquila, simpática, e valioso património histórico para visitar.



Collégiale Igreja de St Pierre:
O Collégiale St Pierre é um dos melhores exemplos de arquitetura romana, e é certamente uma das mais belas igrejas antigas da região, atraindo muitos visitantes para a cidade. Outras características, incluem o portão da cidade fortificada, o Bergere Porte, urnas medievais, e alguns restos identificáveis ??de muralhas do século 14. Vale a pena descobrir toda a arquitetura dos séculos 15,16 e 17, existente na Vila, assim como pequenas ruas fontes e praças.

PORTAL AuToCaRaVaNiStA:
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes



MONTRICOUX - MONTAUBAN - FRANÇA


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:

Montricoux surgiu-nos no caminho de passagem, e dada a sua bonita paisagem bem perto do rio Tarn, paramos para descansar um pouco da viagem.
Destaque para a igreja medieval dos séculos XIII a XVI, e o casario tipo alsaciano. do alto avista-se a ponte de passagem sobre o rio Tarn o mesmo que passa por Albi e que demos já conta aqui no Portal AuToCaRaVaNiStA.
Este tipo de Vilas em França surgem a todo o momento e em qulquer lugar durante a viagem. Passamos por inúmeros monumentos e Vilas bem mais vistosas que esta, mas na realidade não dá para visitar por falta de tempo.

Localização : Montricoux está situado no departamento de Tarn-et-Garonne, a meio dos Pirenéus no sudoeste de França, a 22 km de Montauban, a capital do departamento. Montricoux está a 534 km de Paris e 764 km do porto de Calais.

Locais interessantes para visitar perto de Montricoux : Bruniquel a 4 km e Saint-Antonin-Noble-Val a 14 km.


PORTAL AuToCaRaVaNiStA:
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes


BRIVE-LA-GAILLARDE - LIMOUSIN - FRANÇA


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Brive-La-Gaillarde é uma cidade Francesa, pertence à Região de Limousin e ao Departamento de Corréze. Foi local de pernoita, junto ao parque biológico da cidade, com água potável e a poucos metros da Catedral e de toda a centralidade. Encontramos aqui imigrantes Portugueses residentes, e deu para dar dois dedos de conversa. A catedral estava em obras de arqueologia, já que descobriram uma espécie de cemitério medieval à volta da catedral, e estavam a catalogar todo o espolio encontrado.

PORTAL AuToCaRaVaNiStA:
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes

ALBI - FRANÇA

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


A cidade de Albi tem na sua Catedral de Saint-Cécile o seu Ex-libris. Saint-Cécile catapultou Albi como cidade Episcopal, está reconhecida pela UNESCO como Património Mundial, e está considerada como a maior Catedral de tijolo do mundo. De facto não é habitual ver-se monumentos religiosos desta envergadura construídos em tijolo-burro. O interior desta Catedral é muito rico, e tem um espólio de grande valor. É comum fazerem-se concertos de órgão de tubos na Catedral, já que tem uns belíssimos exemplares restaurados no seu interior. O Palácio de La Barberie alberga o posto de Turismo é é também ele uma das joias da Coroa de Albi. O aparcamento nesta cidade faz-se com alguma facilidade e muito perto da Catedral, no parque que lhe está um pouco mais abaixo encostado. Existem à volta de 10 lugares destinados às Autocaravanas, e note-se, sem Área de Serviço. Para mais pormenores é só ler a história...

                HISTÓRIA:

Situada na região dos Médios-Pirinéus, na fronteira com Tarn, a cidade de Albi abriga uma Cidade Episcopal que junta, à volta da catedral de Sainte-Cécile, a maior catedral de tijolo do mundo e o palácio-fortaleza de Berbie.
O tijolo vermelho, as margens do Tarn, a doçura do Sudoeste, a memória distante de Cathares ou aquela, mais recente, do grande pintor Toulouse-Lautrec…Albi é uma cidade excecional! 
A sua cidade episcopal reúne a catedral de Sainte-Cécile, joia da cidade, o palácio de Berbie, que abriga o museu Toulouse-Lautrec, a igreja Saint-Salvi e o seu claustro, a Ponte velha e uma parte das margens do Tarn. A Cidade episcopal de Albi encontra-se inscrita no património mundial da Unesco desde 2010.


Um sonho em tijolo
Este conjunto urbano homogéneo e coerente, extraordinariamente preservado, constitui uma representação única da arquitetura à base de tijolo, omnipresente em Albi, frequentemente denominada “a cidade vermelha”.
No Séc. XIII, a cidade torna-se numa poderosa cidade episcopal na manhã da cruzada dos albigenses contra os cátaros. É neste contexto social que foram construídos o palácio de Berbie e a catedral de Sainte-Cécile. A prosperidade da cidade permitirá manter e desenvolver um magnífico conjunto urbano em redor destes edifícios emblemáticos.


A catedral de Sainte-Cécile, obra-prima de arte do gótico flamejante
De um estilo gótico meridional original à base de tijolos em tons de vermelho e alaranjado fabricados localmente, a catedral fortificada que domina a cidade ilustra o poder reencontrado do clérigo romano.
Albi é a única catedral na Europa cujos muros e abóbadas são completamente pintados. A sua decoração interior revela uma imponente pintura mural do Juízo Final, realizada entre 1474 e 1484. Os frescos que ilustram as abóbadas da catedral formam o maior conjunto de pintura italiana do princípio do Renascimento.
O coro é uma obra-prima de arte do gótico flamejante. O estatuário no interior do coro œ constitui uma das maiores expressões da arte francesa do final da idade Média: o visitante pode aí admirar 270 estátuas criadas nos ateliers dos Mestres borgonheses de Cluny.
O buffet de órgãos, autoria de Christophe Moucherel no Séc. XVIII, possui dimensões e uma riqueza de ornamentação excecionais.


O palácio de Berbie
A construção do castelo-forte e do palácio de Berbie foi iniciada pelo primeiro bispo de Albi, Bernard de Combret, durante a última fase da cruzada. Esta fortaleza, com muros impressionantes, chega a atingir 7 m de espessura, dotada de paredes falsas, defendida pelos arcos-balestreiros e vigias, ornada com edifícios Renascentistas e, após o Séc. XVII, de jardins à francesa.
O palácio abriga atualmente o Museu Toulouse-Lautrec, pelo que entre as suas coleções constam mais de 1000 obras de arte deste pintor, nativo de Albi.
O colégio e o claustro de Saint-Salvi
Até à Revolução, o Colégio de Saint-Salvi abrigava a sepultura de Salvi, bispo de Albi no Séc. VI. A sua arquitetura associa elementos romanos (Séc. X) e góticos (Séc. XIII).
Sob o flanco sul do colégio encontramos um claustro no qual subsiste a galeria meridional. Edificada a partir de 1270, é constituída, tal como a igreja, por formas romanas (arcos completos) até aos elementos góticos (capitéis, decoração dos pilares). 


A Pont-vieux
Construída por volta de 1040, a Pont-vieux desempenha um papel importante no desenvolvimento económico da cidade.

PORTAL AuToCaRaVaNiStA: 
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com 
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes



CHÂTEAUDUN - CASTELOS DO VALE DO LOIRE - FRANÇA


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


O Castelo de Châteaudun é apenas um pequeno exemplo dos inúmeros Castelos, que eu chamaria antes de Palácios ou Palacetes da Realeza Francesa existentes na Região do Vale do Loire - França.

Os jardins são uma constante, e cada um melhor que o outro, os espelhos de água também são admiráveis. Alguns exemplos estão
retratados mais abaixo:


Deixamos aqui apenas alguns resumos dos mais importantes Palácios do Vale do Loire, que são variados, e para todos os gostos. Normalmente os jardins tinham o rosto e a marca feminina das suas proprietárias. O velho ditado de o meu é melhor que o teu, tinha aqui selo branco.


Château de Chambord:


O Château de Chambord é conhecido mundialmente por ser o maior dos castelos do Vale do Loire.
As suas dimensões são particularmente impressionantes...
Horário de funcionamento no inverno de 02/01 a 31/03 e de 01/10 a 31/12/, Chambord está aberta das 10:00-17:00 com acesso até à última ½ hora antes do encerramento do castelo.



Château D'Amboise:

Uma visita ao Castelo D'Amboise é recomendável para todos os amantes da história de França, bem como admiradores de Leonardo da Vinci...
Visitas guiadas interessantes, e com bela vista para o Loire.
Veja no local a capela de Saint-Hubert, que abriga o túmulo de Leonardo da Vinci.




Château de Chenonceau:


O Château de Chenonceau impressiona tanto pela sua arquitetura como pela sua história. É o castelo privado mais visitado de França, será provavelmente pela incomparável beleza do local, os jardins da renascença, e a riqueza da sua mobília no seu interior...
O castelo está aberto 365 dias por ano.


PORTAL AuToCaRaVaNiStA:
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes

CARCASSONNE - FRANÇA


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
Carcassonne fica situada entre Toulouse e Narbone, remonta a povos Celtas Galo-Romanos e Visigodos. esta cidadela foi construida sobre as ruínas de uma outra fortaleza Romana. No século XIII foi palco de violentos combates liderados por Simon de Montfort. Em 1355 uma grande parte da fortaleza foi incendiada pelo Principe Negro.
Durante a Idade Média esta fortaleza ficou defendida por um conjunto de fortificações incluindo uma dupla linha de muralhas, que ainda hoje pode ser vista intacta.


Carcassonne tem 2 vertentes distintas, a cidade dentro do Castelo medieval e fora dele.
O que dá nome de excelência a Carcassonne é sem dúvida a cidade dentro do Castelo, que atraí turistas de todo o mundo aos milhares   todos os dias.







Servido de bons parques de estacionamento embora todos limitados em altura, excepto um, em terra batida mas com boas acessibilidades já que fica perto da Cidadela.
Todo o estacionamento é pago.
No parque para autocaravanas são 5€ até às 19H00, no nosso caso entramos depois das 18H00, a 1ª hora é grátis, como o parque fecha a cobrança ás 19H00, ficamos até às 12H00 do dia seguinte, e pagamos os mesmos 5€.                    


                                 



Pode-se igualmente andar de Caléches (Carroça decorada puxada por 2 cavalos) com uma guia que dá explicações sobre a Cidadela num percurso à volta da muralha. Carcassonne é de facto um monumento digno de visita, já que é uma estrutura única, construída no século XIII e restaurada por Violet-le-Duc que lhe conferiu o atual aspecto. Apesar desta Cidadela ter sido usada como campo de prisioneiros durante a 2ª Guerra Mundial, está ainda muito bem preservada. De grandes dimensões, alberga até uma Catedral no seu interior, tem 59 torres barbacãs, poternas, e portas, e esteve quase abandonada nos princípios do século XIX. Está recheada de comércio como de resto em quase todas as estruturas de interesse histórico, porque é isso que revitaliza o espaço, e lhe dá uma vida permanente. Na baixa da cidade podemos igualmente encontrar muitos monumentos, como:
A Basílica S. Nazaire - A Porta Narbonnaise, A Porta D'Aude Etc.
Note bem este nome "CARCASSONE".


PORTAL AuToCaRaVaNiStA:
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes

MISSÃO NOSSA SENHORA DE LOURDES - FRANÇA


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
Missão número dois (2) cumprida na íntegra, com a entrega do segundo quadro (original) dedicado a Nossa Senhora de Lourdes em França, pelo Grupo AuToCaRaVaNiStA de Portugal. A representação do Grupo foi feita através dos dois (2) casais que foram a Lourdes em missão. A Oferenda ficou registada com o número 157/12 das ofertas ao Santuário em 11 de Agosto de 2012. Depois do êxito da primeira entrega feita a S. Tiago no Santuário em Compostela em Espanha, missão cumprida no Santuário de Nossa Senhora de Lourdes em França.

Vêr o link da Missão Santiago de Compostela: Carregue aquí:

A próxima missão é já dia 5 de Outubro de 2012, no Santuário de Fátima, ficará assim cumprida a última missão de " 3 Entregas em 3 Santuários de 3 Países". Desenvolvimentos desta última missão mais para a frente.

A representação do Grupo AuToCaRaVaNiStA de Portugal na missa Internacional no Santuário da Imaculada Conceição (Lourdes) foi celebrada no Domingo, conjuntamente com diversos grupos do mundo, e por coincidência com o único grupo de Portugal presente em Lourdes, para além de nós, que vinham de Famalicão, e com os quais tiramos uma foto de família. Na celebração da missa internacional, foi saudado em viva voz e com aplausos, o Grupo AuToCaRaVaNiStA de Portugal. O nosso agradecimento a todos quantos colaboraram para o êxito desta missão.

PORTAL AuToCaRaVaNiStA:
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes

LOURDES - PIRENÉUS - FRANÇA

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
Lourdes é sinónimo de religiosidade pela proximidade ao Santuário de Lourdes e às aparições da Nossa Senhora da Imaculada Conceição (Lourdes) a uma pastorinha de nome Bernardette, uma história muito parecida com a de Nª Srª de Fátima aos 3 pastorinhos. As aparições de Lourdes são muito anteriores às aparições de Fátima "1858". Comparando as duas cidades em matéria de religiosidade, Lourdes é substancialmente mais comercial,  predomina sobretudo o turismo religioso. Fátima respira mais espiritualidade, embora a componente comercial também seja forte, e com tendência a desenvolver-se.

Ao nível da imponencia dos Santuários e da sua envolvencia, Lourdes bate Fátima aos pontos em todas as vertentes, menos uma, o estacionamento, para além dos parcos estacionamentos existentes nas imediações de Lourdes, a maioria tem barreiras em altura, o que impede viaturas como as autocaravanas de aceder ao estacionamento. A dica do Portal AuToCaRaVaNiStA é; tomem nota: "La Pacca", (nada tem a ver com o Clube de ACs Espanhol La Pacca), nesta rua, que é mais uma avenida, a que sai direta do Santuário, existe um local de estacionamento que não sendo reservado a autocaravanas, são praticamente todos ocupados por autocaravanas, fica junto às casas de banho públicas, permite o despejo da cassete mediante pagamento de 1€. Uns 300 metros à frente há água pública em 3 torneiras à discrição.
Para finalizar esta reportagem, e tal como já tínhamos referido noutras postagens deste género, Lourdes não foi apenas turismo, foi sobretudo uma missão, que começou em Julho com a entrega do quadro a S. Tiago na Sé Catedral de Compostela, "Espanha" representado por alguns elementos do Grupo Autocaravanista de Portugal, e agora igualmente cumprida a missão da entrega do quadro na Sé Catedral de Lourdes, "França", fica agora por desempenhar a última entrega no Santuário de Fátima, a 5 de Outubro 2012 para finalizar a missão do Grupo AuToCaRaVaNiStA, 3 missões, em 3 Santuários, de 3 Países. Será a seguir...

HISTÓRIA DA APARIÇÃO:


1ª Aparição - 11 de fevereiro de 1858 - Quinta Feira, um dia como outros. Era inverno; às 11 horas da manhã quando Bernadete observou que tinha acabado a lenha. Seu pai estava ainda deitado. Não tinha trabalho. Economizava as forças para outro dia. 0 tempo não era convidativo para sair de casa. Chuviscava e havia nevoeiro. Logo apanhou sua capa, chamou sua irmã Antonieta Peyret (companheira de Bernardette) e convidou Joana Abadie, uma moça robusta e forte, para acompanhá-las.
A mãe proibiu: "Bernadete, não".
Ela pensava no frio que fazia e que poderia trazer conseqüências à asma de sua filha. Mas ela insistiu carinhosamente, dizendo-lhe que teria cuidado para não se molhar e que iria com o capuz branco e o chale. A mãe concordou.

Saem as três meninas no afã de cumprirem a tarefa, passam pela pradaria do Paraíso, a ponte do canal que movimenta o moinho Savy, entram na pradaria do senhor La Fitte e chegam na ponta de areia do rio Gave. À esquerda levanta-se uma rocha íngreme com uma gruta na base. É a chamada gruta Massabieille . Embora é chamada de gruta, na verdade ela é constituída de uma acentuada concavidade na rocha. A água do canal que movimenta os moinhos, banha-lhe o lado esquerdo e segue em direção ao Gave.
Joana passa para o outro lado do canal com o pequeno feixe de lenha na cabeça. Antonieta faz o mesmo, levando a lenha na mão. Como já do outro lado as duas se manifestaram dizendo que a água do canal estava muito gelada, Bernadette permaneceu ali, sem saber o que fazer, com receios de pisar na água fria, por causa da asma, lembrando-se das recomendações de sua mãe.

Enquanto as duas corriam pela praia do Gave a procura de lenha, ela depois de procurar sem êxito, um lugar melhor para atravessar, sentou-se na margem do canal, em frente à gruta, tirou uma das meias e preparava-se para tirar a meia do outro pé, quando de repente, ouviu um barulho, "como se fosse um sopro de vento". Não vê nada.

Olhou para trás e observou que as folhas das árvores não se moviam.
Apareceu uma "luz suave" que iluminou profusamente todo aquele lugar sombrio e no meio dela, surge uma SENHORA maravilhosa, aparentando a  idade de 16 a 18 anos, estava de pé, vestida de branco; o véu que cobria a cabeça descia até os pés; em redor da cintura tinha uma estreita faixa azul; no braço direito levava um terço; mantinha as mãos juntas e, nos pés, via-se duas rosas douradas.
Abre os braços num gesto de acolhimento, como quem convida à aproximar-se. Ela fica espantada. É como se tivesse medo, "não para fugir explica melhor, mas pela emoção do inusitado e adorável encontro". Esfregou os olhos diversas vezes, para inteirar-se que não era um sonho e que realmente estava diante de uma visão encantadora, que lhe sorria afetuosamente.

Então conta, Bernadette:

Coloquei a mão no bolso e encontrei o terço. Queria fazer o Sinal da Cruz, mas não pude levar a mão até a cabeça. A mão caiu-me. 0 espanto apossou-se de mim mais fortemente, a minha mão tremia.
A visão fez o Sinal da Cruz. Então tentei a segunda vez. E então pude. Logo que fiz o Sinal da Cruz, a grande comoção que sentia desapareceu. Pus-me de joelhos e rezei o terço na presença dessa linda Senhora. A Visão fazia passar as contas do Seu Terço com os dedos, mas não mexia os lábios. Quando acabei o terço, ELA fez um sinal para aproximar-me. Mas não ousei. Então desapareceu de repente".
Depois do extraordinário acontecimento, Bernadete sentiu uma imensa felicidade que envolveu completamente a sua alma de uma deliciosa satisfação que lhe tirava todas as forças, para qualquer iniciativa.
Atravessou o canal sem dificuldades, as águas estavam ligeiramente "aquecidas". Sentou-se numa das grandes pedras que se encontravam na entrada da gruta e permaneceu silenciosa e pensativa.
Voltam suas companheiras com uma boa provisão de lenha e começam a dançar e pular na entrada da gruta, para comemorar o êxito da missão.
Não gostando de vê-las assim, para distraí-las pergunta:
- "Não viram nada"?
- "E tu, que é que viste"?
Ela compreende o mistério que acabava de acontecer e sente que terá que guardar este segredo, e por isso muda de assunto:
- "Sois umas enganadoras. Vocês disseram que a água do canal estava fria, achei-a agradável, estava morna".
Antonieta e Joana não a levaram a sério, porque quando atravessaram o canal, a água estava tão gelada, que do outro lado tiveram que esfregar os pés, fazendo massagem para aquecê-los.
Bernadette sentindo necessidade de falar, de contar aquela maravilhosa experiência, em duas palavras narra tudo a Antonieta. Mas a irmã não acredita e pensa que Bernadette está querendo incutir-lhe medo. Pega a lenha e também acelera o passo para casa.
Mas o caso dá para pensar, porque o acontecido é por demais singular.
Antonieta apesar de ter prometido, em casa, na primeira oportunidade, "bate com a língua nos dentes" e conta tudo à sua mãe. Luiza fica assustada "e quer saber toda história e muito direitinho", por isso convoca a filha. Entre o susto e o medo, ela quase nada falou. Sua mãe a repreende por tal comportamento e o pai, que ainda estava deitado, acrescenta que não quer os olhares dos outros caçoando de ninguém da família.
À noite, na hora das orações, chorou muito, estava bastante comovida com tudo o que lhe havia acontecido. Sua mãe faz-lhe outras perguntas, mas ela nada respondeu.
Entretanto, no dia seguinte ela sente-se atraída a voltar à gruta. A mãe não lhe deixa e imperiosamente ordena: "Para o trabalho". Ela obedece. 
Na tarde de sábado, dia 13, decide ir confessar-se. Conta tudo ao padre Pomian, que silenciosamente ouviu o depoimento. Depois perguntou-lhe, se podia contar ao Abade Peyramale. Ela consentiu.



PORTAL AuToCaRaVaNiStA:
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes

LE PUY EN VELAY - AUVERGNE - FRANÇA


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
Le Puy en Velay é uma Vila Medieval Francesa, situada em Auvergne - Alto Loire, encostada a Clermont Ferrand. Destaque para a igreja de S. Michel erguida no cimo do rochedo com o mesmo nome. Diz a história que o bispo Gostescalco numa peregrinação ao túmulo de S. Tiago em Santiago de Compostela Espanha, interiorizou esta construção em homenagem ao Santo Apóstolo, que posteriormente mandou construir nesta rocha, esta igreja de estilo Românico no ano de 962. Tem 82 metros de altura, e um acesso a pique feito degrau a degrau, que contados são 277. 

Do alto da rocha tem-se uma vista abrangente de toda a cidade, que diga-se está toda ela construída sob uma zona vulcânica, e que se destaca igualmente a estátua de Nossa Senhora de França (Notre Dame de France) que se ergue no ponto mais alto da cidade, reza a história que esta estátua foi mandada construir ainda no tempo Napoleónico, com os despojos do metal dos canhões Russos da guerra da Crimeia. 



Por último e não por menor valor, pelo contrário, surge a Catedral de Le Puy, também ela de estilo Românico-Bizantino, dedicada à Virgem Negra. De referir que a cidade de Le Puy en Velay, está classificada pela UNESCO como património da Humanidade. Existe aquí nas imediações uma Área de Serviço para Autocaravanas, que não anotei, mas está no Guia Francês de Áreas de Serviço.

PORTAL AuToCaRaVaNiStA:
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes

GRUTAS DE BÉTHARRAM - PIRENÉUS - FRANÇA



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
As Grutas de Betharram ficam situadas na zona dos Pirenéus Franceses em Saint-Pé-de-Bigorne, muito próximas de Lourdes a cerca de 15 Km e a cerca de 25 Km de Pau. Estas grutas são conhecidas como  "viagem ao centro da terra". Descobertas em 1810, só foram abertas ao público em 1903, depois de grandes obras executadas às ordens de Léon Rossi. O acesso à entrada da gruta é feita por autocarro serra acima, a saída é feita por trem. Para quem lá for, escolham o guia "Jean François" não se vão arrepender, o homem é um "special one" da gargalhada.

BARCA DE ACESSO À OUTRA FASE:

A Visita às grutas de Bétharram, são feitas numa primeira fase a pé, através de várias etapas de visita às inúmeras salas e galerias naturais, numa segunda fase percorre-se um canal de barco (Dragão) que levará sensivelmente 50 pessoas, e numa terceira fase, e última, faz-se uma viagem de trem até à saída.

SAÍDA DAS GRUTAS EM TREM:

Uma viagem ao centro da terra, com temperatura constante de cerca de 15º, e duração de 1h30m, com explicações ao longo de toda a visita e com tradução em Português, (que é uma raridade). Os preços não são muito convidativos, mas é pela oportunidade, 13€ cada adulto, e cerca de 8€ cada criança.

Estão encerradas de 11 Novembro a meados de Março por motivos que são óbvios, já que as grutas estão situadas nos Pirenéus, e como é natural a neve é o motivo.



PORTAL AuToCaRaVaNiStA:
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2014
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2013
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2012
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2011
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2010
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2009
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2008
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2007
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2006
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D