Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

AuToCaRaVaNiStA

Portal AuToCaRaVaNiStA http://www.autocaravanista.pt Coordenador jbmendes

AuToCaRaVaNiStA

Portal AuToCaRaVaNiStA http://www.autocaravanista.pt Coordenador jbmendes

INAUGURAÇÃO DA ÁREA DE SERVIÇO DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:
Obrigado Filipe Barata pelas imagens cedidas através do Drone, e pelo apoio ao Autocaravanismo. Um agradecimento também ao esforço do Tiago Silva, pela disponibilidade em alguma reportagem aqui exposta. Obrigado a todos quantos colaboraram de alguma forma no exito desta missão. Em 2015 não enchemos todo o recinto, apesar de nesta altura das filmagens ainda não estarem estacionadas todas as autocaravanas, mesmo assim ainda havia espaço para mais algumas.
Para 2016 temos a certeza de que este espaço, apesar de estar em obras e a ocupar algum espaço de estacionamento, não vai ser suficiente. Para o ano teremos que arranjar estacionamento suplementar, ali mesmo ao lado nos parques das piscinas. Os Encontros Nacionais organizados pelo Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português, são sempre em crescendo, e todos eles com ótimas parcerias e grandes Festas, grandes Eventos, os maiores  e os melhores a nível Nacional. O apoio que recebemos dos autocaravanistas com a sua presença assídua e interessada, obrigam-nos a querer sempre mais e sempre melhor, e ao melhor preço, ou seja, tudo grátis e sem trabalho nenhum para os autocaravanistas.  Apoiamos o Autocaravanismo Nacional. SEJA UM DE NÓS. Só PRECISAMOS DO SEU APOIO.


Apontamento AuToCaRaVaNiStA:

O Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português, orgulha-se de fazer parte dos parceiros turísticos de Oliveira de Azeméis, ao qual muito agradecemos ao Município de Oliveira de Azeméis, nomeadamente ao Sr Presidente Hermínio Loureiro. São várias as razões de satisfação da nossa organização, pela excelente receção e disponibilidade, e principalmente pela plataforma de apoio ao autocaravanismo, através da construção da Área de Serviço para Autocaravanas, inaugurada no Domingo pelas 11H00, com a presença do Edil de Oliveira de Azeméis, Dr. Hermínio Loureiro, o Vice Presidente, Dr. Ricardo Tavares, o Sr. Eng. António Castanheira, o Sr. Presidente da Junta, Carlos Silva, e restantes convidados.
A organização logística autocaravanista, ficou a cargo do Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português. O Anfitreão do Staff AuToCaRaVaNiStA do Evento em Oliveira de Azeméis, esteve a cargo de Domingos Oliveira, que tudo fez para que todo este êxito se tornasse numa realidade acima das expetativas. Um bem haja também para ele, pelo esforço em prol da modalidade. 
Ficou já registado o próximo Encontro Nacional integrado no XX Mercado à Moda Antiga. Antes disso fomos já convidados pelo Sr. Presidente a participar no "À FESTA NA ALDEIA" uma espécie de Mercado à moda Antiga em ponto mais reduzido, mas com um espaço mais apelativo, já que se realiza na zona do complexo molinológico, e do rio UL, terra do famoso e genuíno pão de Ul, e da regueifa com canela, um doce originário e tradicional de Ul, entre muitas outras coisas ligada à rica gastronomia, da qual destacamos os Rojões, as Papas de S. Miguel, o Peixe Frito,etc, entre muita outra gastronomia e doçaria tradicional.

Um evento a não perder. Fiquem atentos ao Portal, porque em altura própria daremos Feed Back deste evento, que conta com parque reservado à nossa organização AuToCaRaVaNiStA.



Muito obrigado a todos os intervenientes neste 1º Encontro Nacional, na certeza de que foi do agrado de todos, uma experiência a repetir, e sobretudo um excelente cartão de visita através do Mercado à Moda Antiga para o município de Oliveira de Azeméis.


Estamos convictos de que, em 2016, no 2º Encontro, vamos ter que arranjar espaço suplementar para outros que quererão concerteza participar. 
VER AQUI 2015:
ATÉ LÁ.
P'lo coordenador jbmendes



Portal AuToCaRaVaNiStA
Grupo AuToCaRaVaNiStA Português

Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes


1º ENCONTRO NACIONAL DE AUTOCARAVANAS DE OLª. DE AZEMÉIS

Adicionar legenda

1º ENCONTRO NACIONAL DE AUTOCARAVANAS DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS
De 15 a 17 de MAIO 2015

Integrado na:
XIX EDIÇÃO DO MERCADO À MODA ANTIGA DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS.

PARQUE: GPS: N 40º 50' 20 - W 08º 28' 50"

Alterado para o parque das Escolas, com maior capacidade, próximo destas coordenadas.


Parque fechado reservado para autocaravanas, no parque das escolas a pouco mais de 100 m do Centro Histórico, onde se desenrola o evento. Este novo espaço proposto, tem mais capacidade de aparcamento, e mais privacidade.


Para pernoita será também mais favorável, pelo que se optou por este novo espaço, Haverá informação no local anterior, que não fica muito distante do anterior, e perfeitamente acessivel ao centro Histórico. No percurso aconselhamos um cafezito no Pata Negra.
O parque começará a ser disponibilizado para as autocaravanas a partir de sexta feira de manhã. haverá um funcionário da Câmara a dar informações no local, que terá também informação estática. O nosso membro do Staff, e Anfitreão deste evento, Domingos Oliveira, também andará pelo local.

A Área de Serviço para Autocaravanas no Parque La Salette, irá ficar funcional para a realização deste Evento. A.S.A ver aqui:
Não esquecer de fazer valer os Princípios Básicos de um AuToCaRaVaNiStA GOLD   (Versão para imprimir) 

A Inauguração da A.S.A será no Domingo 17 de Maio, da parte da manhã cerca das 11H00.
Com a presença do Ex.mo Sr. Presidente da Câmara Municipal de Olª. de Azeméis, Dr. Hermínio Loureiro. Estacionamento no Parque de Eventos (ex parque de campismo) em frente à A.S.A.

A.S.A. GPS: 

N 40º50'38" - W 08º28'00"


Veja o artigo da Página Oficial do Evento "CLICK AQUI"

Anfitreão do Staff  do Grupo AuToCaRaVaNiStA Português para este Evento - Domingos Oliveira 
APOIOS: F.A.M.O.A - Federação das Associações do Município de Olª de Azeméis, e Azeméis é Vida - C.M. Oliveira de Azeméis

       HISTÓRIA:

O Mercado à Moda Antiga é um evento de referência regional e nacional na categoria das recriações históricas.

São recriados usos e costumes do final do Séc. XIX, início do Séc. XX, proporcionando aos visitantes e turistas uma experiência única na vivência dos costumes locais.

O Mercado à Moda Antiga assenta o desenvolvimento dos conteúdos programáticos nos usos e costumes mais relevantes do município de Oliveira de Azeméis. 

Numa história com mais de 200 anos, existem relatos de um mercado que acontecia todos os Domingos na Praça dos Vales, na então vila de Oliveira de Azeméis.

Neste mercado, cujo início documentado remonta ao último quartel do século XIX, reuniam-se vendedores de todo o concelho e dos concelhos vizinhos para ali fazerem as suas vendas e trocas. Este era um dia que atraía também a Oliveira de Azeméis artesãos e artífices das mais diversas áreas, como são exemplo os tanoeiros, sapateiros, oleiros, moleiros, entre outras artes, ocorrendo ali também actividades lúdicas espontâneas bem como apontamentos relacionados com a gastronomia, como era patente com a presença das vendedeiras de peixe frito e o Pão de Ul. Era também um espaço de reunião e convívio das principais personalidades da região.



A RTP 1 vai estar mais uma vez presente no Mercado à Moda Antiga, com um vasto programa de variedades em direto.

"VER AQUI EM 2014"



O XIX Mercado à Moda Antiga 2015 de Olª. de Azeméis conjuntamente com o 1º Encontro Nacional de Autocaravanas, vista na medida do possivel, pela objetiva da máquina fotográfica do: 


Portal AuToCaRaVaNiStA - Grupo AuToCaRaVaNiStA Português. 
O A organização já está integrada nas 3 maiores festas do Autocaravanismo Português - Castelo de Paiva - Arouca - Oliveira de Azeméis - e Fátima que é um encontro do outro mundo.






Portal AuToCaRaVaNiStA
Grupo AuToCaRaVaNiStA Português
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes

NOVA ÁREA DE SERVIÇO PARA AUTOCARAVANAS - OLª. DE AZEMÉIS

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Já está em fase de acabamento a nova Área de Serviço para Autocaravanas Municipal (A.S.A.) situada no parque La Sallete em Oliveira de Azeméis. Uma obra que teve a iniciativa e a ideia do nosso companheiro do Staff do Grupo AuToCaRaVaNiStA Português Domingos Oliveira, que aproveitando as obras de requalificação de toda a área deste bonito parque natural, propôs em boa hora à edilidade Municipal de Oliveira de Azeméis uma Área de Serviço para Autocaravanas numa zona desaproveitada de terreno bravio, mesmo á entrada do desativado parque de campismo, (agora rebatizado de zona de eventos. 


Uma proposta aceite em boa hora, já que o local antes desaproveitado, ficou agora com um aspeto bastante agradável para apoio ao Turismo Itinerante, que não só as Autocaravanas mas também os diversos autocarros que visitam este muito bonito parque de La Salette, agora muito mais acolhedor com as novas obras de requalificação do espaço.


 De lembrar que este espaço está dotado de outras infraestruturas como um atelier ligado ao vidro, e está já em fase adiantada de reconstrução o museu do vidro, para contar a grandiosa história deste centro vidreiro que ao contrário do que muita gente pensa não nasceu na Marinha Grande, mas sim, teve aqui em Azemeis a sua sede Nacional como o maior centro vidreiro do País. Não esquecendo para quem não conhece o local o seu ex libbris que é o Santuário de Nossa Senhora de La Salette, digno de ser visitado, e que poderá visitar aqui no nosso Portefólio do Portal (CLICK)



Aproveitamos para informar que brevemente os autocaravanistas poderão através da Organização do 1º ENCONTRO NACIONAL DE AUTOCARAVANAS, visitar todos este espaço, aquando da sua Inauguração, bem como um programa abrangente de iniciativa de outras atividades integradas, e organizadas pelo Staff AuToCaRaVaNiStA, com a supervisão do mentor deste projeto, Domingos Oliveira. Um grande bem Haja para ele do Portal.

Coordenadas GPS - N 40º50'38" - W 08º28'00"

InfoAuToCaRaVaNiStA:
A Área de Serviço para Autocaravanas de Olª de Azemeis, situada no Parque La Salette, já vai estar funcional especialmente para o 1º Encontro Nacional de Autocaravanas a realizar de 15 a 17 de Maio 2015, conjuntamente com o Mercado à Moda Antiga, e vai ser inaugurada no Domingo 17 de Maio da parte da manhã. Ver o artigo correspondente.




Portal AuToCaRaVaNiStA:
www.autocaravanista.pt.vu - www.grupoautocaravanista.webs.com
Copyright AuToCaRaVaNiStA - by jbmendes

PARQUE TEMÁTICO MOLINOLÓGICO DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:

Esta visita foi antecipadamente programada com a coordenadora do Parque molinológico, Drª Ana Nadais Martins, a quem endereço mais uma vez e desde aquí um agradecimento e um bem-haja pelo seu empenho na realização da nossa visita, já que viajou propositadamente do Porto para O. de Azeméis para nos receber. Foi uma visita enriquecedora, já que nos reportou para outros tempos já idos, do qual ainda tive o prazer de conviver de perto com estas tradições, nomeadamente o carro de bois, o moleiro, as desfolhadas, as panelas de ferro ao lume, e do pão caseiro feito como deve ser. Depois das explicações da Drª sobre o complexo molinológico, passamos à moagem da farinha a cargo do Sr Manuel, moleiro desde criança, foi ele que colocou as 6 mós deste moínho a funcionar, e fez a sua descrição promonorizada. A seguir, passamos à prática da confeção do famoso pão de Ul e da regueifa doce, que diga-se em abono da verdade não tem nada a vêr com o que se compra agora nas padarias ou nos pão quente. Podemos assim degustar este pão tradicional de Ul a sair do forno, barrado com manteiga que já levava-mos previamente. Este Parque está dotado de mesas de pic-nic, e bar (estava fechado). Existe um percurso pedestre ao longo do rio Ul até ao cruzamento do rio Antuã com diversos moinhos pelo caminho, alguns ainda a serem intervencionados. Para informação dos Autocaravanistas que queiram fazer uma visita, aconselha-se a partir de finais de Março. Para degustarem o famoso pão de Ul a sair do forno, terão que marcar préviamente a visita para um grupo de 30 pessoas máximo, para que a fornada dê rendimento.

Resenha Histórica:

O Parque Temático Molinológico de Oliveira de Azeméis pretende ser um «museu vivo» das estruturas da confecção do pão e de moagem de cereais, uma actividade com mais de 200 anos de existência. Além de um lugar agradável e de apetência turística, o parque assume-se como um espaço didáctico e de conhecimento para as crianças e jovens das escolas. O projecto da autarquia, no valor de 1,25 milhões de euros, tem sido, de forma constante, alvo de visitas de pessoas de todo o país. O espaço é constituído por 11 moinhos de água, a maioria recuperados pela autarquia ao abrigo de uma candidatura ao III Quadro Comunitário de Apoio, e os restantes por promotores privados. Um dos principais núcleos procura recriar todo o percurso associado às actividades da secagem, moagem de cereais e ao fabrico do pão podendo os visitantes assistir, ao vivo, à moagem dos cereais e às padeiras a confeccionarem o tradicional pão de Ul. A nível museológico há ainda espaço para conhecer as alfaias associadas a este tipo de artes e uma zona multimédia. Um outro núcleo está direccionado para a indústria do descasque de arroz que foi a evolução do declínio da primitiva moagem de cereais. Um terceiro núcleo, localizado na freguesia de Travanca, aproveita a frente ribeirinha para o desenvolvimento de acções de educação ambiental e de actividades lúdicas e de lazer. O objectivo do parque molinológico é entrar nos circuitos da oferta turística da região numa perspectiva de promoção do município de Oliveira de Azeméis enquanto destino turístico ligado à fruição dos recursos patrimoniais, históricos e paisagísticos.

Fonte: http://www.cm-oliveiradeazemeis.pt

Mais informação no site http://www.moinhosdeazemeis.com

www.autocaravanista.pt.vu

COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA

by jbmendes

PARQUE TEMÁTICO MOLINOLÓGICO DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS

Apontamento AuToCaRaVaNiStA:

Esta visita foi antecipadamente programada com a coordenadora do Parque molinológico, Drª Ana Nadais Martins, a quem endereço mais uma vez e desde aquí um agradecimento e um bem-haja pelo seu empenho na realização da nossa visita, já que viajou propositadamente do Porto para O. de Azeméis para nos receber. Foi uma visita enriquecedora, já que nos reportou para outros tempos já idos, do qual ainda tive o prazer de conviver de perto com estas tradições, nomeadamente o carro de bois, o moleiro, as desfolhadas, as panelas de ferro ao lume, e do pão caseiro feito como deve ser. Depois das explicações da Drª sobre o complexo molinológico, passamos à moagem da farinha a cargo do Sr Manuel, moleiro desde criança, foi ele que colocou as 6 mós deste moínho a funcionar, e fez a sua descrição promonorizada. A seguir, passamos à prática da confeção do famoso pão de Ul e da regueifa doce, que diga-se em abono da verdade não tem nada a vêr com o que se compra agora nas padarias ou nos pão quente. Podemos assim degustar este pão tradicional de Ul a sair do forno, barrado com manteiga que já levava-mos previamente. Este Parque está dotado de mesas de pic-nic, e bar (estava fechado). Existe um percurso pedestre ao longo do rio Ul até ao cruzamento do rio Antuã com diversos moinhos pelo caminho, alguns ainda a serem intervencionados. Para informação dos Autocaravanistas que queiram fazer uma visita, aconselha-se a partir de finais de Março. Para degustarem o famoso pão de Ul a sair do forno, terão que marcar préviamente a visita para um grupo de 30 pessoas máximo, para que a fornada dê rendimento.

Resenha Histórica:

O Parque Temático Molinológico de Oliveira de Azeméis pretende ser um «museu vivo» das estruturas da confecção do pão e de moagem de cereais, uma actividade com mais de 200 anos de existência. Além de um lugar agradável e de apetência turística, o parque assume-se como um espaço didáctico e de conhecimento para as crianças e jovens das escolas. O projecto da autarquia, no valor de 1,25 milhões de euros, tem sido, de forma constante, alvo de visitas de pessoas de todo o país. O espaço é constituído por 11 moinhos de água, a maioria recuperados pela autarquia ao abrigo de uma candidatura ao III Quadro Comunitário de Apoio, e os restantes por promotores privados. Um dos principais núcleos procura recriar todo o percurso associado às actividades da secagem, moagem de cereais e ao fabrico do pão podendo os visitantes assistir, ao vivo, à moagem dos cereais e às padeiras a confeccionarem o tradicional pão de Ul. A nível museológico há ainda espaço para conhecer as alfaias associadas a este tipo de artes e uma zona multimédia. Um outro núcleo está direccionado para a indústria do descasque de arroz que foi a evolução do declínio da primitiva moagem de cereais. Um terceiro núcleo, localizado na freguesia de Travanca, aproveita a frente ribeirinha para o desenvolvimento de acções de educação ambiental e de actividades lúdicas e de lazer. O objectivo do parque molinológico é entrar nos circuitos da oferta turística da região numa perspectiva de promoção do município de Oliveira de Azeméis enquanto destino turístico ligado à fruição dos recursos patrimoniais, históricos e paisagísticos.

Fonte: http://www.cm-oliveiradeazemeis.pt

Mais informação no site http://www.moinhosdeazemeis.com

www.autocaravanista.pt.vu

COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA

by jbmendes

PARQUE TEMÁTICO MOLINOLÓGICO DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Esta visita foi antecipadamente programada com a coordenadora do Parque molinológico, Drª Ana Nadais Martins, a quem endereço mais uma vez e desde aquí um agradecimento e um bem-haja pelo seu empenho na realização da nossa visita, já que viajou propositadamente do Porto para O. de Azeméis para nos receber. Foi uma visita enriquecedora, já que nos reportou para outros tempos já idos, do qual ainda tive o prazer de conviver de perto com estas tradições, nomeadamente o carro de bois, o moleiro, as desfolhadas, as panelas de ferro ao lume, e do pão caseiro feito como deve ser. Depois das explicações da Drª sobre o complexo molinológico, passamos à moagem da farinha a cargo do Sr Manuel, moleiro desde criança, foi ele que colocou as 6 mós deste moínho a funcionar, e fez a sua descrição promonorizada. A seguir, passamos à prática da confeção do famoso pão de Ul e da regueifa doce, que diga-se em abono da verdade não tem nada a vêr com o que se compra agora nas padarias ou nos pão quente. Podemos assim degustar este pão tradicional de Ul a sair do forno, barrado com manteiga que já levava-mos previamente. Este Parque está dotado de mesas de pic-nic, e bar (estava fechado). Existe um percurso pedestre ao longo do rio Ul até ao cruzamento do rio Antuã com diversos moinhos pelo caminho, alguns ainda a serem intervencionados. Para informação dos Autocaravanistas que queiram fazer uma visita, aconselha-se a partir de finais de Março.
Para degustarem o famoso pão de Ul a sair do forno, terão que marcar préviamente a visita para um grupo de 30 pessoas máximo, para que a fornada dê rendimento.


Resenha Histórica:


O Parque Temático Molinológico de Oliveira de Azeméis pretende ser um «museu vivo» das estruturas da confecção do pão e de moagem de cereais, uma actividade com mais de 200 anos de existência.

Além de um lugar agradável e de apetência turística, o parque assume-se como um espaço didáctico e de conhecimento para as crianças e jovens das escolas.

O projecto da autarquia, no valor de 1,25 milhões de euros, tem sido, de forma constante, alvo de visitas de pessoas de todo o país.

O espaço é constituído por 11 moinhos de água, a maioria recuperados pela autarquia ao abrigo de uma candidatura ao III Quadro Comunitário de Apoio, e os restantes por promotores privados.

Um dos principais núcleos procura recriar todo o percurso associado às actividades da secagem, moagem de cereais e ao fabrico do pão podendo os visitantes assistir, ao vivo, à moagem dos cereais e às padeiras a confeccionarem o tradicional pão de Ul.

A nível museológico há ainda espaço para conhecer as alfaias associadas a este tipo de artes e uma zona multimédia. Um outro núcleo está direccionado para a indústria do descasque de arroz que foi a evolução do declínio da primitiva moagem de cereais.

Um terceiro núcleo, localizado na freguesia de Travanca, aproveita a frente ribeirinha para o desenvolvimento de acções de educação ambiental e de actividades lúdicas e de lazer.

O objectivo do parque molinológico é entrar nos circuitos da oferta turística da região numa perspectiva de promoção do município de Oliveira de Azeméis enquanto destino turístico ligado à fruição dos recursos patrimoniais, históricos e paisagísticos.


Fonte: http://www.cm-oliveiradeazemeis.pt


Mais informação no site http://www.moinhosdeazemeis.com


www.autocaravanista.pt.vu


COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA


by jbmendes

PARQUE TEMÁTICO MOLINOLÓGICO DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Esta visita foi antecipadamente programada com a coordenadora do Parque molinológico, Drª Ana Nadais Martins, a quem endereço mais uma vez e desde aquí um agradecimento e um bem-haja pelo seu empenho na realização da nossa visita, já que viajou propositadamente do Porto para O. de Azeméis para nos receber. Foi uma visita enriquecedora, já que nos reportou para outros tempos já idos, do qual ainda tive o prazer de conviver de perto com estas tradições, nomeadamente o carro de bois, o moleiro, as desfolhadas, as panelas de ferro ao lume, e do pão caseiro feito como deve ser. Depois das explicações da Drª sobre o complexo molinológico, passamos à moagem da farinha a cargo do Sr Manuel, moleiro desde criança, foi ele que colocou as 6 mós deste moínho a funcionar, e fez a sua descrição promonorizada. A seguir, passamos à prática da confeção do famoso pão de Ul e da regueifa doce, que diga-se em abono da verdade não tem nada a vêr com o que se compra agora nas padarias ou nos pão quente. Podemos assim degustar este pão tradicional de Ul a sair do forno, barrado com manteiga que já levava-mos previamente. Este Parque está dotado de mesas de pic-nic, e bar (estava fechado). Existe um percurso pedestre ao longo do rio Ul até ao cruzamento do rio Antuã com diversos moinhos pelo caminho, alguns ainda a serem intervencionados. Para informação dos Autocaravanistas que queiram fazer uma visita, aconselha-se a partir de finais de Março.
Para degustarem o famoso pão de Ul a sair do forno, terão que marcar préviamente a visita para um grupo de 30 pessoas máximo, para que a fornada dê rendimento.


Resenha Histórica:


O Parque Temático Molinológico de Oliveira de Azeméis pretende ser um «museu vivo» das estruturas da confecção do pão e de moagem de cereais, uma actividade com mais de 200 anos de existência.

Além de um lugar agradável e de apetência turística, o parque assume-se como um espaço didáctico e de conhecimento para as crianças e jovens das escolas.

O projecto da autarquia, no valor de 1,25 milhões de euros, tem sido, de forma constante, alvo de visitas de pessoas de todo o país.

O espaço é constituído por 11 moinhos de água, a maioria recuperados pela autarquia ao abrigo de uma candidatura ao III Quadro Comunitário de Apoio, e os restantes por promotores privados.

Um dos principais núcleos procura recriar todo o percurso associado às actividades da secagem, moagem de cereais e ao fabrico do pão podendo os visitantes assistir, ao vivo, à moagem dos cereais e às padeiras a confeccionarem o tradicional pão de Ul.

A nível museológico há ainda espaço para conhecer as alfaias associadas a este tipo de artes e uma zona multimédia. Um outro núcleo está direccionado para a indústria do descasque de arroz que foi a evolução do declínio da primitiva moagem de cereais.

Um terceiro núcleo, localizado na freguesia de Travanca, aproveita a frente ribeirinha para o desenvolvimento de acções de educação ambiental e de actividades lúdicas e de lazer.

O objectivo do parque molinológico é entrar nos circuitos da oferta turística da região numa perspectiva de promoção do município de Oliveira de Azeméis enquanto destino turístico ligado à fruição dos recursos patrimoniais, históricos e paisagísticos.


Fonte: http://www.cm-oliveiradeazemeis.pt


Mais informação no site http://www.moinhosdeazemeis.com


www.autocaravanista.pt.vu


COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA


by jbmendes

PARQUE TEMÁTICO MOLINOLÓGICO DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Esta visita foi antecipadamente programada com a coordenadora do Parque molinológico, Drª Ana Nadais Martins, a quem endereço mais uma vez e desde aquí um agradecimento e um bem-haja pelo seu empenho na realização da nossa visita, já que viajou propositadamente do Porto para O. de Azeméis para nos receber. Foi uma visita enriquecedora, já que nos reportou para outros tempos já idos, do qual ainda tive o prazer de conviver de perto com estas tradições, nomeadamente o carro de bois, o moleiro, as desfolhadas, as panelas de ferro ao lume, e do pão caseiro feito como deve ser. Depois das explicações da Drª sobre o complexo molinológico, passamos à moagem da farinha a cargo do Sr Manuel, moleiro desde criança, foi ele que colocou as 6 mós deste moínho a funcionar, e fez a sua descrição promonorizada. A seguir, passamos à prática da confeção do famoso pão de Ul e da regueifa doce, que diga-se em abono da verdade não tem nada a vêr com o que se compra agora nas padarias ou nos pão quente. Podemos assim degustar este pão tradicional de Ul a sair do forno, barrado com manteiga que já levava-mos previamente. Este Parque está dotado de mesas de pic-nic, e bar (estava fechado). Existe um percurso pedestre ao longo do rio Ul até ao cruzamento do rio Antuã com diversos moinhos pelo caminho, alguns ainda a serem intervencionados. Para informação dos Autocaravanistas que queiram fazer uma visita, aconselha-se a partir de finais de Março.
Para degustarem o famoso pão de Ul a sair do forno, terão que marcar préviamente a visita para um grupo de 30 pessoas máximo, para que a fornada dê rendimento.


Resenha Histórica:


O Parque Temático Molinológico de Oliveira de Azeméis pretende ser um «museu vivo» das estruturas da confecção do pão e de moagem de cereais, uma actividade com mais de 200 anos de existência.

Além de um lugar agradável e de apetência turística, o parque assume-se como um espaço didáctico e de conhecimento para as crianças e jovens das escolas.

O projecto da autarquia, no valor de 1,25 milhões de euros, tem sido, de forma constante, alvo de visitas de pessoas de todo o país.

O espaço é constituído por 11 moinhos de água, a maioria recuperados pela autarquia ao abrigo de uma candidatura ao III Quadro Comunitário de Apoio, e os restantes por promotores privados.

Um dos principais núcleos procura recriar todo o percurso associado às actividades da secagem, moagem de cereais e ao fabrico do pão podendo os visitantes assistir, ao vivo, à moagem dos cereais e às padeiras a confeccionarem o tradicional pão de Ul.

A nível museológico há ainda espaço para conhecer as alfaias associadas a este tipo de artes e uma zona multimédia. Um outro núcleo está direccionado para a indústria do descasque de arroz que foi a evolução do declínio da primitiva moagem de cereais.

Um terceiro núcleo, localizado na freguesia de Travanca, aproveita a frente ribeirinha para o desenvolvimento de acções de educação ambiental e de actividades lúdicas e de lazer.

O objectivo do parque molinológico é entrar nos circuitos da oferta turística da região numa perspectiva de promoção do município de Oliveira de Azeméis enquanto destino turístico ligado à fruição dos recursos patrimoniais, históricos e paisagísticos.


Fonte: http://www.cm-oliveiradeazemeis.pt


Mais informação no site http://www.moinhosdeazemeis.com


www.autocaravanista.pt.vu


COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA


by jbmendes

PARQUE TEMÁTICO MOLINOLÓGICO DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Esta visita foi antecipadamente programada com a coordenadora do Parque molinológico, Drª Ana Nadais Martins, a quem endereço mais uma vez e desde aquí um agradecimento e um bem-haja pelo seu empenho na realização da nossa visita, já que viajou propositadamente do Porto para O. de Azeméis para nos receber. Foi uma visita enriquecedora, já que nos reportou para outros tempos já idos, do qual ainda tive o prazer de conviver de perto com estas tradições, nomeadamente o carro de bois, o moleiro, as desfolhadas, as panelas de ferro ao lume, e do pão caseiro feito como deve ser. Depois das explicações da Drª sobre o complexo molinológico, passamos à moagem da farinha a cargo do Sr Manuel, moleiro desde criança, foi ele que colocou as 6 mós deste moínho a funcionar, e fez a sua descrição promonorizada. A seguir, passamos à prática da confeção do famoso pão de Ul e da regueifa doce, que diga-se em abono da verdade não tem nada a vêr com o que se compra agora nas padarias ou nos pão quente. Podemos assim degustar este pão tradicional de Ul a sair do forno, barrado com manteiga que já levava-mos previamente. Este Parque está dotado de mesas de pic-nic, e bar (estava fechado). Existe um percurso pedestre ao longo do rio Ul até ao cruzamento do rio Antuã com diversos moinhos pelo caminho, alguns ainda a serem intervencionados. Para informação dos Autocaravanistas que queiram fazer uma visita, aconselha-se a partir de finais de Março.
Para degustarem o famoso pão de Ul a sair do forno, terão que marcar préviamente a visita para um grupo de 30 pessoas máximo, para que a fornada dê rendimento.


Resenha Histórica:


O Parque Temático Molinológico de Oliveira de Azeméis pretende ser um «museu vivo» das estruturas da confecção do pão e de moagem de cereais, uma actividade com mais de 200 anos de existência.

Além de um lugar agradável e de apetência turística, o parque assume-se como um espaço didáctico e de conhecimento para as crianças e jovens das escolas.

O projecto da autarquia, no valor de 1,25 milhões de euros, tem sido, de forma constante, alvo de visitas de pessoas de todo o país.

O espaço é constituído por 11 moinhos de água, a maioria recuperados pela autarquia ao abrigo de uma candidatura ao III Quadro Comunitário de Apoio, e os restantes por promotores privados.

Um dos principais núcleos procura recriar todo o percurso associado às actividades da secagem, moagem de cereais e ao fabrico do pão podendo os visitantes assistir, ao vivo, à moagem dos cereais e às padeiras a confeccionarem o tradicional pão de Ul.

A nível museológico há ainda espaço para conhecer as alfaias associadas a este tipo de artes e uma zona multimédia. Um outro núcleo está direccionado para a indústria do descasque de arroz que foi a evolução do declínio da primitiva moagem de cereais.

Um terceiro núcleo, localizado na freguesia de Travanca, aproveita a frente ribeirinha para o desenvolvimento de acções de educação ambiental e de actividades lúdicas e de lazer.

O objectivo do parque molinológico é entrar nos circuitos da oferta turística da região numa perspectiva de promoção do município de Oliveira de Azeméis enquanto destino turístico ligado à fruição dos recursos patrimoniais, históricos e paisagísticos.


Fonte: http://www.cm-oliveiradeazemeis.pt


Mais informação no site http://www.moinhosdeazemeis.com


www.autocaravanista.pt.vu


COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA


by jbmendes

PARQUE TEMÁTICO MOLINOLÓGICO DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS



Apontamento AuToCaRaVaNiStA:


Esta visita foi antecipadamente programada com a coordenadora do Parque molinológico, Drª Ana Nadais Martins, a quem endereço mais uma vez e desde aquí um agradecimento e um bem-haja pelo seu empenho na realização da nossa visita, já que viajou propositadamente do Porto para O. de Azeméis para nos receber. Foi uma visita enriquecedora, já que nos reportou para outros tempos já idos, do qual ainda tive o prazer de conviver de perto com estas tradições, nomeadamente o carro de bois, o moleiro, as desfolhadas, as panelas de ferro ao lume, e do pão caseiro feito como deve ser. Depois das explicações da Drª sobre o complexo molinológico, passamos à moagem da farinha a cargo do Sr Manuel, moleiro desde criança, foi ele que colocou as 6 mós deste moínho a funcionar, e fez a sua descrição promonorizada. A seguir, passamos à prática da confeção do famoso pão de Ul e da regueifa doce, que diga-se em abono da verdade não tem nada a vêr com o que se compra agora nas padarias ou nos pão quente. Podemos assim degustar este pão tradicional de Ul a sair do forno, barrado com manteiga que já levava-mos previamente. Este Parque está dotado de mesas de pic-nic, e bar (estava fechado). Existe um percurso pedestre ao longo do rio Ul até ao cruzamento do rio Antuã com diversos moinhos pelo caminho, alguns ainda a serem intervencionados. Para informação dos Autocaravanistas que queiram fazer uma visita, aconselha-se a partir de finais de Março.
Para degustarem o famoso pão de Ul a sair do forno, terão que marcar préviamente a visita para um grupo de 30 pessoas máximo, para que a fornada dê rendimento.


Resenha Histórica:


O Parque Temático Molinológico de Oliveira de Azeméis pretende ser um «museu vivo» das estruturas da confecção do pão e de moagem de cereais, uma actividade com mais de 200 anos de existência.

Além de um lugar agradável e de apetência turística, o parque assume-se como um espaço didáctico e de conhecimento para as crianças e jovens das escolas.

O projecto da autarquia, no valor de 1,25 milhões de euros, tem sido, de forma constante, alvo de visitas de pessoas de todo o país.

O espaço é constituído por 11 moinhos de água, a maioria recuperados pela autarquia ao abrigo de uma candidatura ao III Quadro Comunitário de Apoio, e os restantes por promotores privados.

Um dos principais núcleos procura recriar todo o percurso associado às actividades da secagem, moagem de cereais e ao fabrico do pão podendo os visitantes assistir, ao vivo, à moagem dos cereais e às padeiras a confeccionarem o tradicional pão de Ul.

A nível museológico há ainda espaço para conhecer as alfaias associadas a este tipo de artes e uma zona multimédia. Um outro núcleo está direccionado para a indústria do descasque de arroz que foi a evolução do declínio da primitiva moagem de cereais.

Um terceiro núcleo, localizado na freguesia de Travanca, aproveita a frente ribeirinha para o desenvolvimento de acções de educação ambiental e de actividades lúdicas e de lazer.

O objectivo do parque molinológico é entrar nos circuitos da oferta turística da região numa perspectiva de promoção do município de Oliveira de Azeméis enquanto destino turístico ligado à fruição dos recursos patrimoniais, históricos e paisagísticos.


Fonte: http://www.cm-oliveiradeazemeis.pt


Mais informação no site http://www.moinhosdeazemeis.com


www.autocaravanista.pt.vu


COPYRIGHT AuToCaRaVaNiStA


by jbmendes

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais visitados

    Arquivo

    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2014
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2013
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2012
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2011
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2010
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2009
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2008
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2007
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2006
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D